Comunidade

Menino pomerodense precisa de doações para a compra de uma prótese ortopédica

Nathan tem paralisia cerebral motora, que afetou o lado esquerdo de seu corpo.

3 de agosto de 2022

Nathan (à esquerda), com a mãe e o irmão gêmeo, Renan. (Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode)

O Projeto Acolher, de Timbó, que também atende pessoas de Pomerode, é voluntário e voltado, em especial, à inclusão da criança com necessidades especiais à sociedade, grupos e corporações, e está promovendo uma arrecadação em nome do pomerodense Nathan Henrique Borges Fossa, que precisa de uma prótese ortopédica, com urgência.

continua após a publicidade

O equipamento tem o custo de cerca de R$ 1,3 mil, mas a família não tem condição de arcar com os custos. Segundo a mãe do menino, Elaine Borges, Nathan tem paralisia cerebral motora, que afetou o lado esquerdo de seu corpo. Por isso, desde os seis meses de vida, ele faz acompanhamento com um médico ortopedista e precisa utilizar a prótese no pé esquerdo para poder caminhar.

“Ele sempre precisa usar a prótese. Inclusive, nós temos uma para ele, comprada no ano passado, mas que agora ele se queixa que causa muita dor, porque é mais ‘seca’, não permite tanta mobilidade. Então o médico orientou que fosse feita uma nova prótese. Nós fomos a Blumenau e o orçamento para um equipamento novo é de R$ 1.300”, conta Elaine.

continua após a publicidade

Ainda de acordo com a mãe do menino, até então a família conseguia dar um jeito para adquirir as próteses, mas como o valor mais que dobrou desta vez, ficou difícil encaixar a necessidade no orçamento da família, que ainda tem mais duas crianças, Bryan, o filho mais velho, de 10 anos, e Renan, gêmeo de Nathan, de oito anos.

No entanto, antes de precisarem da nova prótese, Elaine conheceu o Projeto Acolher, por meio de Luciana Kreutzfeld, mãe da menina Ana Luiza. E mesmo com pouco tempo como integrantes do Projeto, Elaine e Nathan foram contemplados com a organização desta vaquinha, para a compra da prótese para o menino.

“O Nathan também faz acompanhamento com a fonoaudióloga, fisioterapeuta e tem uma rotina de estímulos, mas tem dificuldade na escola. Ele é muito esperto, mas precisa ser bem estimulado, porque além da paralisia, ele também tem um grau de autismo. Para oferecer tudo o que ele precisa, nós vamos dando um jeito, até porque temos mais duas crianças em casa, mas para a prótese desta vez ficou difícil, por isso agradeço a quem puder ajudar”, afirma a mãe.

A arrecadação para o Nathan é a prioridade do momento, entre as campanhas do Projeto Acolher, para que ele receba uma prótese de qualidade, visando oferecer uma vida digna ao menino.

Para ajudar é bem simples, é possível fazer um pix, para o Projeto Acolher, na Chave 35350140000174 ou na conta para doação: Banco – 085 / Agência – 0101 / Conta – 1089162-5.

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade