Polícia

Homem é preso por estuprar a filha de 6 anos após vídeo do ato circular nas redes sociais

O homem foi detido e será encaminhado às instâncias judiciais pertinentes para responder pelos crimes de estupro e abuso sexual de vulnerável

29 de fevereiro de 2024

Foto: Divulgação / Internet

Um caso de abuso sexual veio à tona no bairro dos Municípios, em Balneário Camboriú, quando um homem foi detido sob acusação de estuprar sua própria filha de apenas 6 anos de idade.

O crime foi registrado após a divulgação de um vídeo nas redes sociais, que mostrava o agressor em atos sexuais com sua própria filha.

Segundo informações fornecidas pela Polícia Militar, uma jovem de 23 anos, parente do agressor, foi a responsável por comunicar às autoridades a existência do vídeo. Ela recebeu o conteúdo através do Facebook, compartilhado por meio de uma página chamada “Protegida por Deus”.

A denunciante manifestou a convicção de que o agressor estava ciente da denúncia, sugerindo sua tentativa de fugir ao sair mais cedo do trabalho. Em uma conversa com a vítima, a jovem descobriu que o agressor obrigava a criança a participar desses atos sempre que estavam sozinhos em casa.

Diante dos fatos, as autoridades judiciais emitiram um mandado de prisão contra o agressor. Uma operação coordenada entre as Polícias Militares de Santa Catarina e do Paraná resultou na prisão do suspeito na cidade de Colombo, estado do Paraná.

O homem foi detido e será encaminhado às instâncias judiciais pertinentes para responder pelos crimes de estupro e abuso sexual de vulnerável.

As autoridades policiais seguem investigando o caso para identificar quaisquer cúmplices e assegurar que todos os envolvidos sejam responsabilizados pelos crimes.

Notícias relacionadas