Polícia

GAECO deflagra operação Arquivo-Morto em combate a irregularidades contratuais

Quatro mandados de busca e apreensão estão em cumprimento em Timbó Grande, na região do Vale do Contestado

29 de fevereiro de 2024

Foto: Divulgação/MPSC

Na manhã de quarta-feira, 28 de fevereiro, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) deflagrou a operação “Arquivo-Morto”, que visa desarticular condutas ilícitas supostamente ocorridas no âmbito do legislativo municipal de Timbó Grande, na região do Vale do Contestado. O objetivo da operação é dar cumprimento à quatro mandados de busca e apreensão em desfavor de integrantes que teriam participado ativamente do esquema criminoso investigado.

A investigação, realizada pela Promotoria de Justiça da Comarca de Santa Cecília, no âmbito de inquérito civil, apura superfaturamento em contratos celebrados pela Câmara de Vereadores de Timbó Grande, pagamentos irregulares de diárias para viagens e promoção de agente público às expensas do erário. As ordens judiciais foram expedidas pela Vara única de Santa Cecília e o procedimento tramita sob sigilo.

Além das instituições que compõem a força-tarefa, integrantes da Polícia Científica do Estado de Santa Catarina prestam apoio às diligências.

Arquivo-Morto

O nome da operação deve-se às informações coletadas pela Promotoria de Justiça, no sentido de que, quando os procedimentos licitatórios fraudados foram descobertos por um dos servidores do legislativo municipal, este os escondeu no arquivo-morto para que não fossem mais adulterados ou destruídos pelos investigados.

GAECO

O GAECO é uma força-tarefa composta, em Santa Catarina, pelo Ministério Público, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Penal, Receita Estadual e Corpo de Bombeiros Militar, e tem como finalidade a identificação, prevenção e repressão às organizações criminosas.

Fonte: MPSC

Notícias relacionadas