Esporte

“É uma emoção muito grande poder dar este passo importante para o futsal feminino em Pomerode”: EBM Almirante Barroso disputa estadual do JESC

Meninas falaram sobre as inspirações no esporte e como buscam crescer a cada dia, nas modalidades

6 de agosto de 2023

Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode

Começa nesta segunda-feira, 07 de agosto, um desafio importante para as meninas da equipe feminina de futsal da Escola Básica Municipal Almirante Barroso, que iniciam a disputa da fase estadual dos Jogos Escolares de Santa Catarina (JESC).

A competição acontece entre os dias 07 de 12 de agosto, em Criciúma. A equipe conta com as alunas-atletas Bruna Lais Riegel, Emanuelle Camily Dahlke, Emili Luiza Borchardt, Ingrid Emanuelle Buranello Rodrigues, Kamile Vitória Meier, Keylla Ribeiro dos Santos, Laisa Fernanda Campregher, Raielly Lahuany de Lima Alves, Raíssa Santos Pereira, Tamara Eduarda Medeiros Kickhoefel, Yasmim Luiza Almeida, Melanie Bachmann, Maria Eduarda dos Santos Cardoso, Nicoli Cruz Dos Santos, Anna Luísa Hornburg Leitzke, Gabrieli Fey, Larissa Lopes Duarte, Rafaela Dos Reis, Alana Beatriz Wolfart e Maria Lídia Guimarães Falk.

O grupo comenta que já havia participado de outros torneios estaduais, mas no JESC, especificamente, pararam na fase regional, portanto, o objetivo era chegar à etapa estadual.

E para fazer bonito na competição, a preparação foi intensa. As meninas de segunda a sábado. Às terças, quintas e sábados, na quadra; e também no projeto Moleque Bom de Bola, às segundas, quartas e sextas-feiras.

“Tivemos treinamentos intensos e nas férias treinamentos especiais, visando principalmente a etapa estadual do JESC. Inclusive, atualmente, algumas vezes treinamos em conjunto com os meninos, no campo e na quadra”, contam as atletas.

Ainda, sobre a expectativa em disputar a etapa estadual, a capitã do time, Kamile Vitória Meier, destaca que é importante para dar ainda mais relevância ao futsal feminino em Pomerode, pois tudo começa na base.

Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode

 

“É uma emoção muito grande poder dar este passo importante para o futsal e para o futebol feminino em Pomerode, porque muitas meninas gostariam de jogar e não conseguem, então precisamos valorizar. E também precisamos agradecer ao professor Lula, que se doa completamente para tornar isso possível, para nós”, declara a capitã.

A treinadora da equipe, Bruna Dandolini, comenta que o treinamento para a competição foi forte e o objetivo é, com certeza, vencer. “Não estamos atropelando processos, vamos com humildade, mas tendo a consciência de que vencer é possível e com muita vontade de sermos campeãs. Vamos vivenciar jogo a jogo, cada experiência e queremos passar esta consciência a elas, os valores e proporcionar estas experiências”, destaca.

Kamile, a capitã, reforça, ainda, a união do time. “Nossa equipe é muito unida. É claro que os conflitos existem, sempre vão existir, mas quando temos um objetivo em comum, que é ganhar, todas se unem por ele. Quando queremos algo, sabemos que unidas seremos mais fortes em busca da vitória”, enaltece.

 

Enfrentando o preconceito desde cedo, em busca do crescimento no esporte

As integrantes da equipe comentam que começaram a praticar as modalidades de futebol e futsal na Escola Almirante Barroso, grande parte delas em um projeto que promovia treinamentos quartas-feiras à noite, com meninas de sete a nove anos.

“Nós escutamos muito, principalmente na escola, que futebol e futsal não eram esportes para meninas. Mas nunca levamos muito a sério e nos concentramos em treinar e melhorar, tanto que conseguimos esta classificação para uma etapa estadual”, enaltecem as jogadoras.

Inclusive, a realização da Copa do Mundo de Futebol Feminino é uma inspiração para o grupo, pois é nas atletas profissionais que surge a inspiração e a motivação para seguirem firmes no esporte. “É uma inspiração para nós, pois percebemos onde elas chegaram e isso, a cada vez, nos incentiva mais. Nelas, conseguimos ver que é possível chegar longe no esporte e temos ótimas inspirações, como a Ary Borges e a nossa rainha Marta, é claro. Mas achamos que a cobertura do futebol feminino poderia ser maior ainda”, afirmam as atletas.

Bruna, que hoje é treinadora da equipe, já vivenciou as experiências como atleta, a instituição de ensino onde estudou, em algumas competições. E ela define como maravilhoso o fato de poder fazer parte desta história.

Foto: Isadora Brehmer / Jornal de Pomerode

 

“Eu vivenciei as experiências como atleta, disputei o Moleque Bom de Bola com cerca de 14 anos tive experiências como as que elas estão tendo agora, fiquei em alojamentos, então estar revivendo tudo isso com elas é surpreendente e maravilhoso. Além disso, passar a minha experiência a elas é muito bom, principalmente vendo a aceitação por parte delas e percebendo o amor que elas têm pelo futsal e pelo futebol feminino. Elas se dedicam nos jogos e nos treinos, o que torna as conquistas ainda mais especiais. São momentos únicos, que algumas vezes vivemos apenas uma vez na vida, então poder reviver estas emoções do esporte, como treinadora, é muito especial e gratificante”, conta.

Bruna foi atleta por volta dos anos 2005 a 2007, e fala sobre as mudanças em comparação àquela época, principalmente em relação ao incentivo que as modalidades femininas passaram a receber e também à aceitação.

“O incentivo que recebemos mudou muito em comparação àquela época, as pessoas estão mais conscientes do futebol feminino. Antigamente era muito bullying com relação a isso. Eu e minha irmã gêmea jogávamos e sofríamos preconceito. Só havia uma escolinha de futebol e era única que conseguíamos participar, além de sermos as únicas meninas no grupo. Hoje em dia, eu acho que as pessoas têm mais consciência de que o esporte é para todos, não pode existir distinção por sexo, é para todo mundo. E acho que podemos crescer mais ainda com relação ao futebol e ao futsal feminino, mas vejo que as coisas estão mudando, a partir da regra que é necessário ter equipes femininas nos grandes clubes, acho que muito ainda mudará no Brasil”, finaliza.

Notícias relacionadas