Esporte

Circuito Catarinense de Jiu-Jitsu: promovendo a integração por meio do esporte

3ª etapa da competição será realizada no próximo domingo, em Blumenau.

21 de maio de 2023

Foto: @Bjj.foto

No próximo fim de semana, o Ginásio do Galegão, em Blumenau, será palco de um dos maiores eventos catarinenses de artes marciais. Mais de 800 atletas estarão disputando a 3ª etapa do Circuito Catarinense Mormaii de Jiu-Jitsu, no domingo, 28 de maio.

O evento, que já existe há 4 anos, tem se consolidado como uma das principais competições da modalidade na região. O circuito proporciona um ambiente competitivo e de intercâmbio de conhecimentos para os praticantes do Jiu-Jitsu em Santa Catarina.

Segundo o presidente da Federação de Jiu-Jitsu de Santa Catarina (FJJ-SC), Cristiano Duarte, além da busca pela excelência esportiva, o Circuito Catarinense também se destaca por sua forte atuação social.

“Durante cada evento, uma ação é realizada com o objetivo de arrecadar alimentos para doação. Essa iniciativa tem alcançado resultados significativos, com a arrecadação média de, aproximadamente, 2 toneladas de alimentos em cada edição. Essa quantidade expressiva de doações contribui para ajudar famílias em situação de vulnerabilidade social e promover um impacto positivo na comunidade”.

E Pomerode não tem ficado de fora deste contexto, uma vez que vem participando das etapas, sempre com grande destaque. Ao todo, em 2023, já foram 48 medalhas, nas duas primeira etapas.

“Vamos participar desta também, com certeza, pois sempre participamos das competições promovidas pela FJJ-SC. Pelo menos, 15 atletas representarão a Monte Team Pomerode nesta etapa e a expectativa é a melhor possível”, enfatiza o coordenador da equipe, João Encarnação.

As inscrições para a 3ª etapa do Circuito Catarinense Mormaii de Jiu-Jitsu estão abertas até a próxima quinta-feira, 25 de maio.

 

Foto: Divulgação

 

Função social

Uma das características mais louváveis do Circuito Catarinense é a sua abertura para a participação de atletas de projetos sociais.

“Essa inclusão é de extrema importância, pois permite que jovens de comunidades carentes tenham a oportunidade de competir e se desenvolver no esporte. Ao oferecer essa oportunidade, o circuito contribui para a inclusão social desses jovens, permitindo que eles descubram talentos, desenvolvam habilidades e tenham acesso a um ambiente saudável e disciplinado”, ressalta o presidente.

Manter o aluno carente dentro do esporte é fundamental não apenas para o seu desenvolvimento físico, mas também para o seu crescimento pessoal e a construção de um futuro promissor.

Duarte destaca que prática do Jiu-Jitsu oferece valores como disciplina, respeito, trabalho em equipe e perseverança, que são fundamentais para a formação de qualquer indivíduo, independentemente de sua origem social.

 

Foto: @Bjj.foto

 

“Ao possibilitar que atletas carentes continuem no esporte, o circuito contribui para a quebra de barreiras e a promoção da igualdade de oportunidades. Existem diversos exemplos inspiradores que encontraram no esporte não apenas uma paixão, mas também, uma forma de ganhar a vida. Esses atletas superaram desafios e obstáculos, utilizando a força de vontade e a determinação que o esporte proporciona. Hoje em dia, muitos deles se tornaram referências no Jiu-Jitsu, conquistando títulos importantes e, até mesmo, se tornando instrutores, disseminando os ensinamentos da arte suave para outras gerações”.

Esses exemplos demonstram a importância de incentivar e apoiar os alunos carentes no esporte. “Ao fazer isso, estamos não apenas promovendo a inclusão social, mas também, proporcionando oportunidades reais de crescimento, realização pessoal e transformação de vidas. O Circuito Catarinense Mormaii de Jiu-Jitsu, por meio de sua ação social e inclusão de atletas de projetos sociais, desempenha um papel fundamental nesse processo, construindo um futuro mais promissor para esses jovens talentos”, finaliza.

 

Notícias relacionadas