Polícia

Caminhoneiro que arrastou motocicleta por mais de 20 km na BR-101 é condenado em Itajaí

O crime ocorreu na tarde de 6 de março do ano passado, entre a cidade de Penha e Itajaí, no Litoral Norte. 

10 de junho de 2022

Foto: Redes Sociais

O motorista de um caminhão que colidiu com a traseira de uma motocicleta, arremessando a caroneira do veículo contra a pista de rolamento da BR-101, e arrastou a motocicleta e o condutor pela rodovia foi condenado a 14 anos de reclusão, em regime inicial fechado, e um ano de detenção, no Tribunal do Júri da comarca de Itajaí. A sessão, presidida pelo juiz substituto Luiz Fernando Pereira de Oliveira, teve início às 9h e encerrou por volta das 19h30min desta quinta-feira (9/6).

continua após a publicidade

O Conselho de Sentença reconheceu o homicídio doloso (dolo eventual) da passageira da motocicleta e a tentativa de homicídio qualificada por meio cruel – contra o motociclista, além de deixar de prestar imediato socorro à vítima e conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada. O crime ocorreu na tarde de 6 de março do ano passado, entre a cidade de Penha e Itajaí, no Litoral Norte.

Segundo denúncia do Ministério Público, o caminhoneiro conduzia o veículo com a capacidade psicomotora alterada em razão da influência de substâncias psicoativas. Após provocar a colisão e ver a caroneira voar sobre o caminhão, sendo jogada no asfalto, o motorista teria continuado o trajeto, arrastando por mais de 20 quilômetros pela rodovia o veículo das vítimas, preso na carroceria frontal do caminhão. A caroneira não resistiu aos ferimentos e morreu. O motociclista, que pulou do caminhão em movimento, se recuperou dos ferimentos.

continua após a publicidade

A decisão é passível de recurso e o processo tramita sob sigilo na 2ª Vara Criminal da comarca de Itajaí.

Notícias relacionadas

Mais Lidas

Publicidade