Bombeiros

Bombeiros de SC utilizam inteligência artificial no atendimento à ocorrências

Nova tecnologia utilizada pelos operadores permite que, durante a digitação da descrição da ocorrência, o assistente virtual complete as informações

5 de julho de 2024

Foto: soldado Eduardo Silva de Souza/CBMSC

A utilização de novas tecnologias para agilizar os atendimentos à população catarinense já é uma realidade no Centro de Operações do Corpo de Bombeiros (COBOM) de Santa Catarina. Anualmente, mais de 500 mil chamadas são atendidas através do 193, que agora incorpora serviços de inteligência artificial para o registro e despacho de ocorrências.

Quando ocorre uma ligação para o 193, o operador coleta uma série de informações, preenchendo um formulário. Esses dados são repassados às equipes que realizam o atendimento. Dessa forma, quanto mais rápido a informação for compilada, mais rápido será o encaminhamento da equipe.

“Nós como bombeiros temos uma missão, que é salvar vidas. Para isso,  temos buscado constantemente tecnologias que possam nos auxiliar neste sentido. E o uso da inteligência artificial pelo COBOM tem se mostrado extremamente positivo”, afirma o comandante do CBMSC, coronel Fabiano Bastos.

A nova tecnologia utilizada pelos operadores permite que, durante a digitação da descrição da ocorrência, o assistente virtual complete as informações, promovendo maior agilidade na transcrição do texto. “Com apenas alguns tópicos descritos dentro de um campo de texto, o atendente pode clicar no botão e o texto é totalmente autocompletado. Assim, ele consegue escrever a descrição da ocorrência muito mais rapidamente e despachar o recurso adequado para cada situação com mais agilidade”, explica o capitão Marco Aurélio Lino Massarani Costa, Chefe do Centro de Softwares de Emergência do CBMSC.

Foto Divulgação CBMSC

Essas informações sobre ocorrências também são disponibilizadas em tempo real através do aplicativo “CBMSC Cidadão” e na rede social “X” do Corpo de Bombeiros (@CBMSC193). A ideia é que, com a utilização da IA, a geração desses textos compartilhados nessas plataformas seja mais correta e assertiva.

Outra tecnologia que foi implantada nos Centros de Operações é a utilização do Google Maps Platform já integrado à ferramenta de atendimento. Anteriormente, o operador precisava trabalhar com duas telas para registrar a ocorrência e verificar a localização da guarnição mais próxima. Agora, tudo está agrupado no mesmo sistema e pode ser visualizado na mesma tela.

“Dentro da divisão de tecnologia da informação, nós estamos sempre atentos às melhores práticas e às inovações do mercado para trazê-las para dentro dos nossos softwares e infraestrutura. Desta forma, conseguimos oferecer o melhor serviço para a comunidade”, completa o capitão.

Fonte: Agência de Notícias/Secom

Notícias relacionadas