Educação

Alunos de Pomerode são finalistas no concurso regional “Traços do Meu Vale”, do CIMVI

Premiação do concurso foi realizada em novembro, em Timbó

30 de novembro de 2023

Fotos: Divulgação

Três alunos pomerodenses foram finalistas e participaram da premiação do concurso de desenhos regional promovido pelo Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (CIMVI).

A edição 2023 do concurso “Traços do Meu Vale” teve a adesão de mais de 1.800 desenhos elaborados por alunos do 4º ano do ensino fundamental das escolas municipais, estaduais e particulares dos 11 municípios envolvidos e procuram representar os atrativos turísticos do Vale Europeu Catarinense.

Todos os finalistas receberam um certificado, uma medalha e uma camiseta com a estampa da sua arte. De Pomerode, três alunos de Pomerode estiveram entre os finalistas: Bernardo Behling Scheidmantel, Daniel Carvalho Jung e Letícia Utpadel da Rosa.

Daniel é aluno do 4º ano B da EEBM Profª Noemi V. C. Schroeder e conta porque escolheu desenhar um leão, para o concurso. “Eu escolhi desenhar o leão porque visitei o Zoológico e não conheço tantos lugares assim, ainda. Foi bem difícil, mas quando eu descobri que era um finalista, minha reação foi ‘NOSSA’, porque nunca tinha desenhado um leão antes e não sabia que tinha ficado tão bom assim”, conta.

Desenho de Daniel Carvalho Jung. (Foto: Divulgação)

 

Já Bernardo Behling Scheidemantel, da EBM Dr. Amadeu da Luz, escolheu o Portal Norte para ser o tema do seu desenho. “Escolhi o Portal Norte porque acho ele muito bonito em passo por lá várias vezes na semana. Para mim, a parte mais difícil foi pintar e fazer o sombreado, das árvores, do próprio desenho. Fiquei muito feliz quando descobri que era um finalista e também que tenho potencial para o desenho. Eu amo desenhar e acho que foi desde que eu nasci que comecei a gostar”, afirma o estudante.

Portal Norte, retratado por Bernardo Behling Scheidemantel. (Foto: Divulgação)

 

Letícia Utpadel da Rosa também é aluna da EBM Dr. Amadeu da Luz e escolheu a Casa Siewert como tema para seu desenho. O local foi o escolhido depois de um passeio coma turma para a Casa, ainda neste ano. “Foi o passeio que eu mais gostei desse ano. A parte mais difícil do meu desenho foi o telhado pois eu fiz um tijolo errado e então eu tive que apagar tudo e começar desde o início. E, na verdade, eu nunca gostei de desenhar e nunca pensei que eu fosse ser finalista. Mas quando fiquei sabendo que eu era uma finalista na região, fiquei surpresa, pois eu caprichei o máximo possível nesse desenho e na minha opinião ficou realista suficiente. E eu tenho certeza que minha professora ficou muito orgulhosa”, declara.

Letícia escolheu desenhar a Casa Siewert após um passeio. (Foto: Divulgação)

 

Os 33 desenhos finalistas estarão em exposição aberta até janeiro na Galeria Rizoma, sede do CIMVI, em Timbó.

Notícias relacionadas