Adicione o site a favoritos   |   Definir como página inicial   |   Indicar um amigo
 
 
GeralHomePolíciaEducaçãoEsportePolíticaSaúdeEspecialColunasContatos
18/03/2012 - Canal Aberto

Reurbanização x Estradas de chão
A moradora da Rua Vitória, Morgana Lorenzi, enviou um email ao Jornal de Pomerode para fazer um desabafo em relação à sua Rua. Segue abaixo:
"Acho a cidade de Pomerode linda, promissora, tanto que optei em morar aqui... Mas vejo que tem muitas coisas que precisam ser melhoradas, principalmente em relação às ruas de estrada de chão (que são muitas ainda na cidade). Não concordo (eu e vários moradores) em gastarem um dinheiro público na reurbanização do Centro, sabendo que tem muita gente engolindo poeira o tempo inteiro... Tudo bem, a cidade precisa e vai ficar linda, mas acho que temos outras prioridades antes disso... Há quantos anos está a promessa do asfalto na Rua Vitória?? Vocês não imaginam o que é nesse calor ter que ficar com a casa toda fechada. Não damos conta de limpar, estraga tudo, não dá pra colocar uma cortina, um quadro, não dá pra comprar móveis novos, pois a poeira é imensa e destrói tudo... Não dá pra fazer jardim, não dá nem pra caminhar na rua... Além de moradores, tem lojas aqui, essa rua é super movimentada, e fica poeira alta o dia inteiro... Não aguentamos mais... Aí vem outro problema, ter que se incomodar em ficar ligando pra prefeitura para vir o carro pipa... E ainda ouvir do funcionário que "não dá pra vir várias vezes por dia, pois se fosse assim, a prefeitura teria que ter 10 caminhões pipas".. fala sério, e nós com isso?? Outra questão é a falta de ética e comprometimento que algumas empresas têm com os moradores... Uma empresa não é só para ganhar dinheiro, é também possuir responsabilidade social perante à comunidade onde atua... A Rua Vitória possui uma transversal, na minha casa, com a Rua Franz Krueger, onde que desde ontem estão tirando barro de um morro. Pelo que eu sei eles são obrigados a mandar carro pipa. Você acredita que eles estavam com cinco caminhões trabalhando e tivemos que ligar pra empresa solicitando o carro pipa? E o que aconteceu, vieram somente uma vez na parte da manhã e nada mais... Estão continuando o serviço, aí lá fomos nós ligar de novo pro carro pipa, fomos pedir pros motoristas andarem mais devagar pra não levantar tanta poeira e eles ainda tiveram a coragem de ficar bravos... O carro pipa quando veio debochou, andou mais devagar na frente de nossa casa e soltou a buzina... Meu Deus, em que mundo vivemos onde temos que implorar por um serviço e ainda ser criticado??
Quando será que virá esse asfalto? Eu garanto que o IPTU de todos aqui estão em dia."
Em resposta, o Secretário de Planejamento e Desenvolvimento, Dieter Weege, informou que a obra de reurbanização é uma conquista e não uma decisão do que fazer. O convênio de reurbanização, através do Ministério das Cidades, se trata especificamente de reurbanização de área central, e não novas pavimentações. Obviamente que se este recurso fosse para esta finalidade, o Município faria isto.  Pomerode foi contemplada com o recurso e ele é específico para essa obra. "Se não ganhássemos essa verba, outro município o ganharia", disse. Além da reurbanização, o Secretário comentou a questão do asfaltamento. "A Prefeitura está sempre em busca da arrecadação suficiente para asfaltar as vias da cidade. Infelizmente, com as catástrofes que assolaram nosso município, estes recursos tiveram que ser destinados para outras finalidades, o que atrasou esta busca".

Educação no trânsito
O leitor Alex nos enviou um e-mail descrevendo a situação que vivenciou em relação a um simples passeio de bicicleta. Ele também questiona a segurança das vias e sugere que medidas educativas sejam efetuadas.
"Pois bem, nossa Linda e Bela Pomerode, não é mais a mesma. Esses dias, no final da tarde, eu e minha família decidimos voltar a pedalar, pois nosso pequeno já completou um ano e podemos levá-lo junto no passeio. Pois bem, nos equipamos e saímos a pedalar. Passamos pelo supermercado Gumz e aí começou o problema: atravessar na faixa para a ciclovia. Meu Deus, aonde estão as pessoas de bem? Pessoas que respeitavam o próximo? Ninguém, digo, ninguém parou para dar passagem. Além de desrespeitar o pedestre, vi em menos de dois minutos, três motoristas falando ao celular e motoqueiros então ultrapassando na curva de frente ao posto, gente ali é uma via de 50 km/h nem isso respeitavam. Depois de um tempo atravessamos e chegamos à ciclovia, até os próprios ciclistas não respeitam uns aos outros. O que está acontecendo? Juro que fiquei abismado. Ao cruzar a Rua Dr. Blumenau tem uma outra faixa de pedestre, mais uma vez presenciei um outro absurdo. Duas crianças estavam na faixa, então um dos motoristas sentido bairro centro parou e deu passagem, mas o que vinha do centro bairro nem se quer freou, tivemos que gritar para as crianças pararem, pois seriam atropeladas. E o "cretino" do motorista que não parou ainda xingou as crianças. Isso tudo no horário de saída das empresas, aí te pergunto, e a fiscalização?
Então vai aí a sugestão, temos que fazer uma campanha muito forte em cima do respeito, da cidadania e com tudo da educação do trânsito em Pomerode. E exigir das autoridades fiscalização nas principais vias. Essa fiscalização deverá ser educativa, (pedestres nas calçadas, ciclistas na ciclovia ou na lateral da via e carros nas vias). O maior protegendo o menor. Não podemos esperar até que aconteça algo grave como o que aconteceu com a ciclista Juliana Ingrid Dias, que morreu atropelada por um ônibus na Avenida Paulista, na sexta-feira passada."

Caminhão Pipa no Vale do Selke Pequeno
Em virtude das obras de alargamento na rua, o Vale do Selke Pequeno está sofrendo com o excesso de caminhões e a alta velocidade na via. Uma moradora do local informou que o caminhão pipa passa na rua, mas não de forma suficiente para minimizar os males que a poeira causa.

Samae x calçada
Um morador da Rua dos Atiradores questionou o Samae pelo fato de ter quebrado a sua calçada e ainda não ter tomado providências a respeito. Em resposta à situação, o Samae informa que não está omitindo o problema, mas que para fins de comprovação de gastos com dinheiro público, necessita que o morador em questão faça uma reclamação por escrito e leve-a até o Samae. A partir de então, as providências serão cabíveis.

 
 0 comentários  -  [ Seja o primeiro a comentar, clique aqui ! ]
   
 
 
 
Geral
 
19/09/2014 - Geral - Obras na Serra geram novo problema
Moradores se queixam que tachões foram mal colocados na rodovia atrapalhando entrada de rua
[ Leia Mais ]
 
 
19/09/2014 - Geral - Corpo de Baile de Pomerode
Pelo segundo ano seguido, as meninas do Balett Cultura que entendem do assunto e fazem bonito no Festival Dança Chapecó!
[ Leia Mais ]
 
 
19/09/2014 - Geral - Participando de compras governamentais
Continuando com as dicas do Sebrae, nesta edição o JP mostra como as micro e pequenas empresas podem concorrer em processos de licitações do governo
[ Leia Mais ]
 
 
19/09/2014 - Geral - Telefonia é campeã de reclamações em Pomerode
Em 2014, 563 reclamações já foram registradas na insttuição.
[ Leia Mais ]
 
 
19/09/2014 - Geral - Tragédia e solidariedade
Mesmo após ter perdido a vida em serviço, bombeiro salva pessoas por meio de doação de órgãos
[ Leia Mais ]
 
     
 
 
 
by D.M. System